terça-feira, 29 de julho de 2008

Respirando os ares do desenvolvimento


(clique para ampliar)

Até que ponto é válido chegar na busca do desenvolvimento ecnômico? Fica a reflexão.

16 comentários:

fran disse...

Andre pow esta de parabéns pelas postagens.

e para Maitê disse...

- Até que a China se transforme na nova potência econômica, estará encoberta com as "nuvens" cinzas carregadas de pretensões inalcançáveis.

Obrigada pela visita rapaz!
Este ficou ótimo, muito bem mesmo. Espero que renda um bom debate!

André Correia disse...

Obrigado Maitê pelo comentário tão simpático!
Pois é, não bastasse as contradições com o governo da China, ainda tem essa com o meio ambiente.

É interessante perceber o quanto o homem é capaz de destruir pelo bem da economia... É algo surreal, a economia vem antes do bem estar do planeta e seus viventes...
Tenho pra mim em alguns devaneios que a economia é um divindade a parte, que vai conquistando cada vez mais simpatia e devotos fervorosos o quanto o tempo passa...

André Correia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
André Correia disse...

"Quando a última folha tiver caído
Quando o último rio tiver secado
Quando o último peixe for pescado...
o homem irá entender que dinheiro não se come!"

(Não sei o autor...)

e para Maitê disse...

- fastástica essa reflexão!

A Economia, se tornou uma espécie de religião, aliás, ela já faz parte há muito tempo da rotina religiosa mundial. Incrível como os valores economicos estão pisoteando os ambientais e sociais.

Anônimo disse...

Quem assistiu ao Jornal Nacional no dia 28/07/2008 concerteza ficou sensibilizado com a notícia q o Governo Chinês estava expulsando os operarios de Pequim para diminuir a população da cidade. Mas, o pior é q a maioria deles estavam sem receber seus salários e foram obrigados a retornarem a seus interiores sem um tustão no bolso. E aqueles q ficaram na praça tb foram expulsos. Tudo isso em nome da beleza da Olimpiada independente das consequências para com parte dessa sociedade excluida.

André Correia disse...

Justamente Maitê, com certeza pode-se analisar dessa forma, aliás, não duvido não que tenham estudos voltados pra isso...
Chega a ser engraçado, certos países declararem nessas reuniões mundiais sobre o futuro da Terra, que não podem diminuir sua emissão de gases por causa da economia... isso seria muito Cômico se não fosse trágico...

André Correia disse...

Quanto a essa questão que Luis(anonimo)comentou... é tristeza demais ainda ver isso no mundo de hoje... Governo salafrario, autoritário, e ainda quer pagar de bom...

aloisio disse...

"é tristeza demais ainda ver isso no mundo de hoje... Governo salafrario, autoritário, e ainda quer pagar de bom..."

Po,vc acabou de descrever 95% dos governos no mundo mundo.
Eu não sou contra o autoritarismo, desde que aplicado de uma boa forma. O modo como a china é governada seria inadmissivel no Brasil,mas temos que ver que há toda uma questão de cultura por trás dessa obediencia,esse comportamento quase militar no dia a dia dos chineses.
Na questão de poluição ele tá só fazendo o que todos os paises emergentes fizeram. Quando aquilo se tornar insustentavel eles irão correndo buscar uma politica de desenvolvimento sustentavel,mais branda,mas também com menos poluição.E se tratando da china, se eles fizerem um planejamento para diminuir a poluição no país,eles vão conseguir isso de forma rapida,talvez não tão barata e bem pouco segura.
André, quanto ao seu comentario das arvores,peixes e dinheiro.Eles estão buscando uma maior produtividade, para fazer com que malthus esteja errado.Essa ideia de que o homem um dia acabará com a propria raça, ou pior, com a vida no planeta, é muita presunção para uma especie tão simploria.

André Correia disse...

Ótimo post... valeu mesmo...
Realmente, é importante perceber a questão cultural, os chineses são quase como formigas...
"Na questão de poluição ele tá só fazendo o que todos os paises emergentes fizeram."
Fizeram e ainda estão fazendo, mas mesmo assim não é motivo pra se refletir sobre o o futuro do planeta, e ir em busca, como vc mesmo disse aí, de alternativas mais sustentáveis... Se vai dar certo ou não, como vc tb falou, é consequência, só acho que desse jeito não dá pra continuar por muito tempo.
E finalizando, eu nunca considerei as ideias de Malthus...
Té..

Ísis disse...

Vocês já falaram tudo...

como sempre ótimas tirinhas.

Douglas disse...

Achei esse blog num link do blog da Maitê.Sou um fã de tiras,por isso esse blog me chamou a Atenção.

Voltarei nesse blog mais vezes
De uma olhada no meu:

http://blog-podre.blogspot.com/

paraffinè; disse...

sem falar na repressão.


oi,andré HASHDUISA

e para Maitê disse...

- CadÊ você?!
Volte!

e para Maitê disse...

- Cadê?!