segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Crise do racha-racha


(clique na charge para ampliar)

Primeiramente, é muito bom atualizar isso aqui, já estava com saudade.
Sem photoshop, sem scanner, sem alguém à minha disposição...
Ficou meio difícil atualizar nos últimos tempos.
Consegui de novo o photoshop, e de agora em diante vou pagar para scanearem os desenhos, só assim isso aqui vai andar como antigamente.

Bom, essa charge foi desenhada para a crise da Bolívia, que já não é mais tão pertinente no momento, enfim, vai atrasada assim mesmo. Duvidaram que Evo repartiria o país, e deu no que deu, ele conseguiu. Tomara que a próxima divisão seja agrária mesmo.

3 comentários:

aloisio disse...

Divisão agraria. Eu não acredito nisso. O mundo tá muito longe de ver uma que preste.

e para Maitê disse...

- Divisão Agrária, Reforma agrária e outros, são apenas Promessas bonitas para se fazer aos pobres. Não haverá. Sabemos disso, porque o Governo lucra com o Latifundio, e lucra muito.
Até parece!
Uma que vai pro Lula: "Todo proletário que sobe ao poder, deixa de ser proletário e passa a ser elite."
E aí Lula, sai ou não sai?!

André Correia disse...

É uma questão bem complicadinha...
Tipo, tras lucros não só ao estado, como à sociedade em si, a produção agropecuaria só existe por causa disso... Mas é necessario estar atento aos abusos da iniciativa privada, que não são poucos... Terras improdutivas, apenas pra saciar a vaidade de seus donos, enquanto tem gente ai plantando roça na beira da estrada, correndo perigo de vida.. aí tb não dá?
Agora, é uma coisa muito complicada de se fazer...